Notícias

Dicas para lhe inspirar e aperfeiçoar em suas viradas de bateria!
04/09/2015

Viradas de Bateria: A Wiki difine que é "Uma breve pausa no andamento - uma passagem que preenche as lacunas da música e/ou sinaliza o fim de uma frase. É como uma espécie de mini-a solo." Virada define seções e criam acentuações, gerando excitação no clima da música.

Estar preparado para tocar ou improvisar viradas também ajuda a solidificar o seu papel como um baterista e fazer com que a sonoridade ao seu redor soe bem e de maneira consistente... Mas o que acontece quando o momento para executar a virada está chegando e você não sabe o que fazer?

Felizmente, nosso time internacional de Artistas Zildjian® está aqui para ajudar a inspirar sua criatividade e aperfeiçoar suas viradas assim como seus bateristas favoritos o fizeram. Leia:

1. Will Kennedy - EUA, Yeallow Jacktes
O segredo da bateria é praticar para desenvolver e aperfeiçoar as viradas... Vocabulário! Como uma criança, você murmura e balbucia para formar palavras que crescem lentamente em frases e em pouco tempo, lá está você falando igualzinho às pessoas que você ouviu falar ao seu redor. Como bateristas, podemos nos inspirar em uma grande variedade de bateristas e começar a "falar as diversas línguas" percurssivas para desenvolver as nossas viradas e uma maneira geral de tocar. Temos sempre que buscar que o nosso vocabulário baterístico aumente, porque quando temos uma vasta habilidade em nos expressar, estaremos melhor preparados para qualquer situação musical, o que aumentará as nossas oportunidades.

Então como é que você conseguiu? Você se apropriou! Músicos são "ladrões incríveis" e isso é apenas uma ação instintiva, uma maneira legal para expandir o seu vocabulário é ouvir gravações, observar outros músicos ao seu redor, e acresentar ao seu estilo. A virada mais eficaz na percussão é aquela que está dentro da proposta musical que você está executando. Não existem regras que lhe impeçam a executar uma virada de Rock em uma canção Latina, mas seria mais eficaz e adequado tocar dentro do Vocabulário da música Latina.

Ouça e se inspire na vasta biblioteca das viradas autênticas que estiverem ao seu alcance e em uma variedade de estilos musicais, e coloque-as em prática desenvolvendo-as ao sua maneira de tocar; ou pelo menos aprenda a improvisa-la bem e você irá testemunhar o crescimento de sua musicalidade e que levará a sua carreira um longo caminho.

2. Stephen Perkins - EUA, Janes Addiction
Use os riffs de guitarra / piano / baixo, a melodia e o fraseado do vocal como um guia para suas viradas. Seja sensato e faça viradas musicais dentro da proposta e do estilo das músicas.

3. Antonio Sanchez - EUA, Pat Metheny
É bom lembrar que nós tendemos a correr em passagens menores e nos arrastar nas maiores, por isso quando se aproxima de uma virada é bom ter isso em mente.

4. Brooks Wackerman - EUA, Bad Religion
Estou sempre em busca de novas maneiras para aperfeiçoar as viradas; como iniciar as viradas nos tom mais graves aos mais agudos ou quebrar a coordenação das mãos/pés desde que isso possa fluir de uma forma linear.

5. Vasily Rudenko - Rússia, Elvira T
Pratique as viradas. Isso irá desenvolver suas mãos e sua imaginação. Tente reproduzir as acentuações dos Toms, ou tocar as acentuações nos pratos para obter milhares de variações! Claro que você precisa experimentar alguma coisa mais linear. Confira o livro do Gary Chaffee. É incrível para o desenvolvimento das mãos, da independência e do "felling".

6. Akira Jimbo - Japão, Independente
Ouvir o que seus bateristas favoritos estão fazendo é a maneira mais importante de praticar.

7. Simon Scheibel - Alemanha, Lake Cisco
Execute aquelas viradas que você se sinta confortável e procure treina-las bastante. Além disso, experimente viradas com quebras. Isso dá um grande impacto na música. Não exceda mais notas além do necessário para determinado compasso e/ou passagem.

8. Jason Bittner - EUA, Shadows Fall
Grave e ouça para que você possa identificar se algo que esteja fazendo deva ser "modificado". Aqui estão alguns exemplos: pegue aquela virada que você vem insistindo e altere algumas notas da frase de modo que talvez você troque a maneira como o bumbo e a caixa eram, etc. Mude a direção das viradas - comece-as no sentido anti-horário dos toms em vez de no sentido horário, alterne as mãos entre 2 Toms, em vez de executar a passagem em apenas 1, etc.

9. Marito Marques - Portugal, Independente
Eu amo explorar a dinâmica nas minhas viradas, isto torna-as mais musical. A virada mais simples, pode soar grande e poderosa com a dinâmica!

10. Daniel Platzman - EUA, Imagine Dragons
Pratique com um metrônomo e lentamente para que você possa tornar seus ataques mais sólidos.

11. Barry van Zyl - África do Sul, Johnny Clegg
Mantenha a pulsação, internalise-a, em todos os momentos. Pratique as viradas primeiro com um clique (metrônomo), em somente depois sem.

12. Kent Slucher - EUA, Luke Bryan Band
Eu procuro sempre focar no tempo das minhas viradas, então eu geralmente toco acompanhando o metrônomo e executando as viradas mais familiares e que se encaixem exatamente no tempo. Não há nada pior do que ouvir um baterista que corre ou arrasta em uma virada.

13. Venzella Joy - EUA, Beyonce
Pratique a virada em um BPM mais lento e concentre-se na execução de cada nota; cada ataque é importante. Aumente gradualmente o BPM. Isso tornará a virada mais definida, uma vez que essa esteja sendo tocada dentro do andamento.

14. Matt Greiner - EUA, August Burns Red
Toque a virada lentamente e vá acalerando-a gradualmente. Quando sua virada começa a ficar desengonçada, é hora de diminuir o tempo e estuda-lá tocando-a mais para trás.

15. Tobias Derer - Alemanha, You Tuber - Ultimate Music Covers (UMC)
Procure pratica-las a fim de verificar o conceito linear do fraseado.

16. Ivan Panella - Itália, Hopes Die Last
Ultimamente eu tenho curtido o estilo da "bateria Gospel"! Tocar tripleto lineares e viradas lineares usando notas em 32ª.

17. Jacopo Volpe - Itália, Vanilla Sky
Frases lineares do métodos de Gary Chaffee.

18. Mike Gaspar - Portugal, Moonspell
Eu sempre estudo acompanhado pelo clique (metrônomo) e faço todos os diferentes tipos de viradas: singles, doubles, triplets, quadruplets, rápido e devagar, de maneira tão dinâmica quanto eu consiga executar a partir de 100bpm e trabalho acelerando e reduzindo. O andamento mais rápido nem sempre é melhor opção quando não se consegue ouvir a sutileza dos detalhes em meio ao tempo torna a melodia harmoniosa e fluída. Então eu procuro mesclar diferentes propostas propondo viradas em passagens agradáveis. O ponto mais importante é como você entra e sai do ritmo principal, então pratique mais lentamente e procure treinar todos as suas viradas de forma bem criteriosa.

19. Ihan Haydar - Dinamarca, L.I.G.A
Pratique as canções que possuem muitas viradas. Se você ouve as viradas que você tem em mente você também pode toca-la.

20. Gavin Harrison - Reino Unido, Porcupine Tree/King Crimson
Não tenha tantas viradas decoradas - e isso se tornará as únicas coisas você pensará em usar quando estiver em meio a um show. Tente improvisar e procure fazer variações em suas viradas em todas as gigs. Seja musical ao invés de apenas técnico.

21. James Payne - Itália, Hour Of Penance
Tente não fazer sempre as mesmas viradas. "Cante" algumas novas e pratique-as, lentamente e depois de forma mais rápida, cada uma que vier a sua mente.

22. Darshan Doshi - Índia, Bollywood / Shankar-Ehsaan-Lory
Sempre tente diferentes opções toda vez que você for fazer uma virada.

23. Toni Mateos - Espanha, Independente
Procure manter uma sonoridade poderosa, preenchida e definida enquanto pratica suas viradas. Caso contrário, eles irão derrubar o seu groove, arruinando a música inteira.

24. Bernhard Schimpelsberger - Reino Unido, Independente
Ouça a música e nunca toque muitas notas. Você vai ficar bem!

25. Samantha Maloney - EUA, Independente
Comece devagar, em seguida, vá progredindo no andamento até obter a virada certa!

26. Hal Blaine - EUA, Wrecking Crew
NÃO USE PELES ESCORREGADIAS!

27. Pete Lockett - Reino Unido, Independente
Deixe a música ditar a virada, e não fazê-las para "impressionar".

28. Atom Willard - EUA, Against Me
A virada mais importante que você precisa se preocupar em saber é a do Phil Rudd... Sim, o baterista AC/DC...

* Matéria transcrita da sessão "Zildjian® Artist Buzz Roll", do Zildjian.com. O "Zildjian® Artist Buzz Roll" é um canal informativo oficial da Zildjian® com: conselhos, dicas, truques e material para entretenimento o qual coletamos com os artistas de nosso Cast mundo afora. A intenção é compartilhar experiências, fazendo com que a cada dia, bateristas se tornem melhores bateristas!

Para mais informações sobre toda a linha de pratos e acessórios Zildjian® disponível ao nosso mercado, acesse o site oficial da Zildjian® no Brasil exclusivo em português.

Esperamos você em nosso estande na RUA C4/C5 no pavilhão Vermelho!

Expomusic: 16 a 20 de Setembro.
Horários: dias 16, 17 a 18, das 13h as 21h - dia 19, das 11h as 21h, e dia 20, das 11h as 19h,
Local: Expo Center Norte: Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme, CEP 02055-000 - São Paulo - SP.

(Confira o Mapa abaixo!)

 
Prefira sempre produtos originais e importados legalmente, pois eles são a garantia de sua satisfação.
Clique aqui e saiba onde encontrar um equipamento 100% legal.

Últimas Notícias:

14/11/2017: Zildjian® Low Volume L80 nas escolas!

06/11/2017: Um especial Zildjian® celebrando os 100 anos de Buddy Rich!

18/10/2017: As novidades que a Zildjian® apresentou na Expomusic 2017!

02/10/2017: A Zildjian® em contagem regressiva para a Expomusic 2017!

20/09/2017: Conheça os novos Kits da Zildjian® para: Rock, Country, Gospel e Worship.

+ notícias