Notícias

31 dicas para afinar sua bateria, por Artistas da Zildjian®!
10/07/2015

Problemas para afinar sua bateria? Receio de estragar suas novas peles? Bem, nosso time de artistas Zildjian® oferecem alguns toques a fim de ajudar-lhe a acertar a afinação de sua bateria sem maiores dores de cabeça.

1. Ian Matthews - Reino Unido, Kasabian
Conheça bem sua bateria e exercita a prática da afinação até você encontrar o seu ideal.

2. Gary Husband - Reino Unido, Independente
Os tambores devem soar de forma agradável e inspiradora. Eles devem responder de uma maneira prazerosa ao tocar e complementando a música que você está tocando. A maneira que eles soam, diz muito a respeito de você como indivíduo. Baseado em como todos nós tocamos e atacamos, temos maneiras distintas de tirar diferentes sonoridades. Creio que a única maneira é experimentar e descobrir. Gravar e ouvir, até você atingir os resultados e tomar as decisões sobre a melhor forma de como os tambores ressoam melhor em suas mãos.

3. Toni Mateos - Espanha, Independente
Seja um time com seu engenheiro de som... Sua bateria soa diferente quando você coloca os microfones ligados ao P.A. ou ao sistema de gravação. A coisa mais importante é como sua bateria responde lá "fora". Colabore com o engenheiro até alcançarem o som perfeito para cada situação!

4. Jason Bittner - USA, Shadows Fall
Afine no quarto, e lembre-se, o que pode soar bem na sua casa pode não soar bem em qualquer outro lugar. Esteja consciente que você está em seu quarto - e se você costuma usar abafadores para praticar sua bateria, lembre-se que você não está em um local de acústica "morta", assim como em outro local você pode querer removar os abafadores, e assim por diante.

5. Steve Judd - Australia, Karnivool
Confira as afinações nos intervalos e certifique se os tambores são adequados para o estilo da música. Confie nos seus ouvidos!

6. Joe Clegg - Reino Unido, Ellie Goulding
Ajuste cada aperto dos intervalos até que esses se acomodem naturalmente, ao invés de tentar forçar um tambor em uma sonoridade a qual não lhe pertence de maneira natural.

7. Matt Greiner - USA, August Burns Red
Ao colocar a pele, eu posiciono o polegar e os dedos para presiona-la e colocar o aro, e então ajusto a tensão até o parafuso tocar o aro. E vou alternando os ajustes entre os parafusos dando a volta no aro até que cada um alcance a afinação de maneira homogênea e atinja a tensão adequada.

8. Lucas van Merwijk - Alemanha, Independente
Eu sempre começo ressoando as peles, e afino as peles batedeiras um pouquinho mais altas do que o adequado. Isto me dá uma projeção maior e colabora no ajuste das batedeiras de maneira mais fácil. Nas situações de estúdio, eu um pouco mais grave do que nas situações ao vivo.

9. Stephen Perkins - USA, Janes Addiction
Estique as peles dos tambores antes da caixa. Comece a afinação primeiramente pelos surdos e vá até chegar nos tambores menores, prepare-se para repassar a afinação após uma hora, ou até mais que uma vez (até as peles atingirem a condição ideal).

10. Vasily Rudenko - Russia, Elvira T
Eu sempre uso os meus ouvidos... Apenas. Tente ouvir seus bateristas favoritos e como seus tambores estão soando. Pegue sua chave de afinação e não tenha medo de experimentar. Se você não tem tempo suficiente, compre "Moongel" para lhe auxiliar a abafar as peles.

11. Steve White - Reino Unido, Independente/Trio Valore
Certifique-se de que as peles estão bem acomodadas, as extremidades das peles estão bem esticadas, para que você possa começar a afinar uniformemente. Eu tento ir nos mesmos pontos, da parte superior a inferior, e apenas vou fazendo os tambores cantarem; nenhum abafador no bumbo, tira de feltro, mantenho-o aberto e solto.

12. Antonio Sanchez - USA, Pat Metheny
Eu gosto de afinar deixando as peles ressoarem mais altas, e então eu começo a rodar e testar um-a-um até eu atingir a tonalidade ideal para o que procuro.

13. Gino Banks - India, Independente
Preste atenção nas peles de resposta.

14. Ash Soan - Reino Unido, Artista de estúdio
Não se apresse. Não se preocupe em experimentar em diferentes gravações e com diferentes tipos de peles.

15. Simon Scheibel - Alemanha, Lake Cisco
Afine os tambores como você os deseja. Isto só diz respeito ao seu gosto, e é isso que faz o seu som tão pessoal.

16. Rick Jupp - Reino Unido, Elbow
Trabalhe com seu engenheiro de som. E raramente afino minha bateria, apenas a ajusto para que se adeque ao ambiente em que estou.

17. Atom Willard - USA, Against Me
Eu gosto de dar notas curtas e limpas nos toms, então eu vou direto as notas mais no meio da escala, nem muito alto e nem muito grave são confortáveis para qualquer tambor.

18. Grant Gerathy - Australia, John Butler Trio
Eu geralmente toco em baterias grandes, então eu afino as peles batedeira mais graves que as peles de resposta, e procuro buscar uma tonalidade harmônica que não seja muito longa. Feito isso, em cada ambiente de cada show ou sessão de estúdio tem seu próprio conjunto de necessidades. Geralmente no estúdio eu encurto a duração das notas dos tambores soltando a afinação e usando fitas ou abafadores. Ao vivo eu afino da maneira que busco, mas sempre procuro ouvir de frente junto a cabine de som por que eles que estão ouvido o que o público ouvirá, por isso é tão importante trabalhar tão próximos a eles.

19. John Tempesta - USA, The Cult
Normalmente eu procuro afinar minha bateria um pouco mais grave para obter mais ataque, especialmente nos bumbos. Eu afino minha caixa um pouco mais alta para resposta. É basicamente o necessário para o meu gosto.

20. Pierre Nakano - Japão, Ling Toshite Shigure
A melhor dica é saber o que é um bom som, e adquirir as habilidades de fazê-lo.

21. Daniel Platzman - USA, Imagine Dragons
Conheça bem as peles que irá usar, de batedeira e reposta, e como eles interagem entre si.

22. Tobias Derer - Alemanha, You Tuber - Ultimate Music Covers (UMC)
Ouça seus ouvidos e como outros bateristas soam. Obtenha experiência de referências e ajuste-as ao seus ouvidos.

23. Gavin Harrison - Reino Unido, Porcupine Tree/King Crimson
Deixe a pele de resposta ressoando pelo menos um tom mais alto do que a pele batedeira.

24. Jacopo Volpe - Itália, Vanilla Sky
Tente encontrar os tons certos entre todos as peças dos intervalos! Eu costumo ir direto para afinações média-alta, exceto no bumbo.

25. Kristinn "Kiddi" Agnarsson - Islândia, John Grant
Ouça com seus dedos o tanto quanto seus ouvidos. O que eu quero dizer é para que sinta a tensão da pele com suas mãos.

26. Mike Gaspar - Portugal, Moonspell
Primeiramente, a pele certa para o que irá tocar é o mais importante. Se você toca pesado e com peles de apenas uma camada, as chances de elas não manterem a afinação são maiores. Eu gosto de estica-las antes de de colocá-las nos tambores, e em seguida eu as aperto uniformemente os parafusos até atingir um balanço equilibrado ao redor de todo o aro. Então eu estico o tanto que puder para garantir que não há rugas. Depois eu vou soltando-as lentamente de cima para baixo até atingir o som que estou procurando. Respeite o tamanho do tambor. Eu procuro afinar elas para a bateria e não para o baterista. Isto significa que o quanto soará confortável para mim, nem sempre será o que soará melhor. Encontre o ponto ideal e essa será a sensação boa em seu estômago quando estiver tocando. A pele de resposta é tão importante quanto a batedeira para manter o som sob controle, quanto para mudá-los de vez em quando. :)

27. James Payne - Itália, Hour Of Penance
Isto realmente depende do som que você deseja. Eu costumo apertar a pele de batedeira e soltar a pele de resposta para que eu tenha um ataque poderoso com uma sonoridade mais profunda.

28. Marito Marques - Portugal, Independente
Certifique-se sempre de que as peles estão em boas condições, e treine seus ouvidos para que tenha sempre o seu som de bateria ideal em sua cabeça. Sempre tenha em vista que toda a circunferência da pele esteja com a mesma calibragem. Experiências com afinações é o melhor treinamento!

29. Daniel Hanson - Australia, Ball Park Music
Você só precisa investir um bom tempo para aprender sobre afinação e como os ajustes funcionarão da melhor maneira para você. Quanto mais você fizer isso, mais natural a afinação virá.

30. Bunta (Tatsuya Sugawara) - Japão, TOTALFAT
Cada kit que você toca é diferente, portanto procure o melhor som para aquele kit. Quanto mais suas mãos puderem fazer pela afinação, melhor resultado seus ouvidos terão.

31. Ben Gordon - Australia, Parkway Drive
Tenha um bom técnico de bateria!

* Matéria transcrita da sessão "Zildjian® Artist Buzz Roll", do Zildjian.com. O "Zildjian® Artist Buzz Roll" é um canal informativo oficial da Zildjian® com: conselhos, dicas, truques e material para entretenimento o qual coletamos com os artistas de nosso Cast mundo afora. A intenção é compartilhar experiências, fazendo com que a cada dia, bateristas se tornem melhores bateristas!

Para mais informações sobre toda a linha de pratos e acessórios Zildjian® disponível ao nosso mercado, acesse o site oficial da Zildjian® no Brasil exclusivo em português.

 
Prefira sempre produtos originais e importados legalmente, pois eles são a garantia de sua satisfação.
Clique aqui e saiba onde encontrar um equipamento 100% legal.

Últimas Notícias:

14/11/2017: Zildjian® Low Volume L80 nas escolas!

06/11/2017: Um especial Zildjian® celebrando os 100 anos de Buddy Rich!

18/10/2017: As novidades que a Zildjian® apresentou na Expomusic 2017!

02/10/2017: A Zildjian® em contagem regressiva para a Expomusic 2017!

20/09/2017: Conheça os novos Kits da Zildjian® para: Rock, Country, Gospel e Worship.

+ notícias